Search results: Found 2

Listing 1 - 2 of 2
Sort by
Cultura gaúcha e separatismo no Rio Grande do Sul

Author:
ISBN: 9788579830082 Year: Pages: 93 DOI: 10.7476/9788579830082 Language: Portuguese
Publisher: SciELO Books - Editora UNESP
Subject: Social Sciences
Added to DOAB on : 2015-01-27 17:03:15
License:

Loading...
Export citation

Choose an application

Abstract

Este livro analisa o Movimento Separatista Sulino, muito marcante na década de 90. A reflexão tem como pano de fundo a cultura gaúcha e busca compreender como os aspectos étnicos e o separatismo interagem nesse contexto. Fundamenta o trabalho uma ampla pesquisa de campo composta por questionários e entrevistas, realizada em diversas cidades do Rio Grande do Sul. Para interpretar o ideário separatista a autora também dedica especial atenção aos documentos do próprio movimento. A obra reconstrói alguns aspectos da história do Rio Grande do Sul e da formação de um ideal separatista que constitui uma faceta do processo de globalização e do afloramento e fortalecimento de identidades específicas.

Keywords

SOCIAL SCIENCE

As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Author:
ISBN: 9788579830884 Year: Pages: 140 DOI: 10.7476/9788579830884 Language: Portuguese
Publisher: SciELO Books - Editora UNESP
Subject: Social Sciences
Added to DOAB on : 2015-01-27 17:03:16
License:

Loading...
Export citation

Choose an application

Abstract

Este livro analisa a racionalização das tradições num contexto de modernidade tardia. A análise tem como ponto de partida as tradições gaúchas e sua manifestação nos Centros de Tradição Gaúcha (CTG). O estudo foi desenvolvido com base na bibliografia especializada sobre o tema e em uma pesquisa efetuada durante o ENART 2008 - Encontro de Arte e Tradição Gaúcha, realizado em 2008 na cidade de Santa Cruz do Sul - RS. Os estudos apontam que a modernidade tardia traz à tona a reflexividade e racionalização das relações, experiências e tradições. Tradições são (re)inventadas e, neste caso, (re)inventadas tendo o CTG como cenário e esta (re)invenção permite manter os vínculos e a sociabilidade do grupo sócio-cultural que se reconhece enquanto grupo e se diferencia dos demais por identificar-se em torno de símbolos, práticas, crenças e rituais que os une, pois é comum a todos eles, independente do espaço geográfico que ocupem. Na modernidade tardia o caráter de ludicidade atribuído às tradições (re)inventadas no CTG é o fio condutor para inúmeras relações que se estabelecem nesse cenário e é o combustível de todas as práticas e rituais vivenciados ali. A ludicidade das atividades dá sentido às práticas tradicionalistas e à toda tradição que foi (re)inventada e que passa a ser racionalizada no contexto de modernidade reflexiva. Essa apropriação do caráter lúdico das tradições e as relações estabelecidas no CTG a partir dos símbolos, práticas e rituais sinalizam que estamos vivenciando no Brasil um contexto de modernidade tardia. No contexto da modernidade tardia, a tradição racionalizada é uma maneira de evitar choques entre diferentes valores e modos de vida, uma vez que age como articuladora de atores e grupos sociais, entre as diferentes instâncias do mundo social.

Keywords

SOCIAL SCIENCE

Listing 1 - 2 of 2
Sort by
Narrow your search

Publisher

SciELO Books - Editora UNESP (2)


License

CC by (1)

CC by-nc-sa (1)


Language

portuguese (2)


Year
From To Submit

2010 (1)

2009 (1)